Fazer Sentido

Expusémos as priopridades cimeiras, como cinco sentidos na acção que queremos desenvolver.

A partir de amanhã, vamos falar de algumas matérias sobre as quais tem existido alteração da verdade ou ausência de abordagem. Queremos fazê-lo, como sempre, com serenidade. Mas seguros de que é tempo de as pessoas receberem o que tem correspondência com a realidade. Por exemplo, a evolução das Finanças e de outros aspectos da vida do Munícipio , até em resposta a questões colocadas neste blogue.

É tempo de as coisas serem como são. Para que tudo possa fazer sentido.

4 comentários:

Manuel Bendito disse...

De todos estes artigos que fui lendo...confesso que alguns não gostei...tenho no entanto uma curiosidade imensa de ver o resultado final. Penso que só há uma coisa que peca neste blog...São artigos fechados, pedem pouco, mesmo dando muito e por isso talvez a inércia dos comentadores. Se não tivermos espírito de iniciativa, a coisa fica difícil. Gostava de ver mais artigos com meias perguntas,dinâmica,alguns são demasiado fechados e maçudos..de maçudos estamos nós cheios..basta olhar para o presidente da câmara com aquele ar de ministro da defesa...bufff
Toca a "fazer dieta" nos artigos e pô-los mais "LEVES" :) que a curiosidade está aqui!!!

Antonieta Cardoso disse...

Tenho tentado encontrar verdade nas suas palavras, mas confesso que já estou demasiado descrente para o conseguir. Os politicos decidiram enriquecer à conta dos portugueses e isso já não consegue convencer ninguém....
Vão encontrar um emprego e vivam no mundo real! Vocês politicos não sabem o que é viver em Portugal.

Anónimo disse...

A Câmara Municipal de Lisboa está (na) PA-RA-DA!
Sem ideias, sem projectos (estruturais ou conjunturais), sem vontade, sem qualquer sentido.
Que sentido tem, por exemplo, insistir na atribuição do pelouro da Habitação Social a uma senhora que viveu numa casa municipal no centro da Cidade, durante cerca de 20 anos, por metade do preço da chuva?
Que sentido tem, por exemplo, não exigir contas ao Zé pelos prejuízos emergentes da paralisação das obras do Túnel do Marquês?
Dr. Santana Lopes, resgate esta Lisboa-quase-Tolan do ferro-velho e dos estragos provocados pela inércia desta maré vaza. Please!

Nuno Miguel disse...

Exmo. Sr. Dr. Santana Lopes, como Músico Profissional que sou, sei que todos nós Artistas, estamos com o Sr. porque foi o único até hoje que tentou fazer alguma coisa para salvar o que resta do nosso querido PARQUE MAYER. Sei que o Parque Mayer com o Sr. estará em boas mãos e renascerá! para Lisboa e por Lisboa estamos consigo!